Muito tem se falado sobre o trade marketing, mas poucos varejistas contam com esse departamento. Trata-se de estratégias para aumentar as vendas e que contempla a relação entre indústria e varejo, o que pode aumentar a receita do setor varejista por meio de verbas da indústria.

Enquanto o marketing tradicional atrai o consumidor para o produto, o Trade Marketing foca no ponto de venda (PDV) e promove ações para consolidar a decisão de compra. Planejar o preço e a presença dos produtos são ações fundamentais. Ou seja, a venda final não é o foco, mas sim a experiencia que o comprador terá até fechar o pagamento. Os produtos devem ser dispostos de maneira estratégica.

Trade Marketing no Brasil: antes e atualmente

O Trade Marketing surgiu no Brasil em meados de 1990. Seu crescimento está ligado a consolidação do varejo e o crescimento do gerenciamento de categorias que levaram os fabricantes e distribuidores a conclusão de que era necessário um suporte maior ao cliente.

Após a implantação do Plano Real, o brasileiro ganhou mais poder de compra, se tornando mais exigente com o que levar para a casa. Foi preciso buscar novas formas de suprir as expectativas.

Atualmente, o consumidor está ainda mais exigente e as estratégias precisam se adaptar a isso. Com o avanço tecnológico, em segundos o cliente sabe se determinado produto que está sendo oferecido é bom ou não. Desde o planejamento de ações até a gestão dos promotores de venda, tudo pode ser feito com ferramentas especializadas, cujo objetivo é proporcionar uma experiência agradável ao potencial cliente.

×